segunda-feira, 19 de setembro de 2011

a pessoa que ninguém conhece

que será esse medo que você sente
sem razão presente que faça temer?

que será essa vida que você inventa
que em vez de proteger acorrenta?

que será esse ciclo que você repete
que transforma em seu carrasco quem se mete?

que será essa coisa em você sem nome
que sem querer consome a bondade do seu amor?

que será esse estranho profundo
que esconde você do mundo mas massacra quem tenta te amar?

(perguntas que dia a dia permito em mim morrer
com a tristeza infantil do meu fracasso em responder)



Nenhum comentário: